13 exercícios para corredores

Amantes da prática precisam de treinos específicos (além da corrida) para evitar lesões

Por: Amanda Panteri16/09/2020

exercícios para corredores

Você corre todos os dias e acha que, por isso, não precisa treinar? Saiba que a estratégia pode ser uma furada. “Todo corredor precisa de exercícios extras para garantir força e estabilidade, principalmente dos membros inferiores”, explica o ortopedista e especialista em medicina esportiva Pedro Baches Jorge, fundador da Clínica SO.U. Por isso, conversamos com quem entende do assunto e separamos mais de 10 exercícios para corredores que, além de ajudar a melhorar os resultados nas pistas, ainda vão reuzir o risco de lesões. Confira!

Importância dos exercícios para corredores

O impacto que a corrida proporciona pode ser prejudicial para as articulações se os músculos não estiverem tonificados o suficiente. “Afinal, tudo está interligado: a nossa coxa participa do movimento do joelho, enquanto o nosso bumbum, do quadril”, acrescenta o especialista. 

É por isso que você deve se preocupar em adicionar dois tipos de exercícios para corredores na rotina: a musculação e os alongamentos. O profissional de educação física e especialista em fisiologia do exercício Autobelly Silva, da Smart Fit Ceará, ensina que enquanto o primeiro trabalha o fortalecimento dos músculos e dá estabilidade às articulações que são usadas no esporte, o segundo evita o encurtamento muscular. “Se você tem uma musculatura encurtada, ela pode gerar desalinhamento dos joelhos, quadril e tornozelo, causando sobrecarga nessas regiões e aumentando as chances de lesões com o tempo.”

O ortopedista recomenda o pilates, que mistura as duas técnicas. “O treino funcional também é válido e ótima alternativa para quem não gosta dos pesos e equipamentos da academia”, sugere.

Quer ler mais conteúdos como este?

Exercícios para corredores

Confira a seguir alguns exercícios para aquecimento, alongamento e fortalecimento indicados por Autobelly Silva para você correr melhor, evitar dores e prevenir lesões.

Aquecimento e alongamento

O aquecimento é feito antes da corrida e é importante porque prepara o seu corpo para a atividade física. O alongamento, por sua vez, é feito após o treino – ou em alguns dias da semana, de acordo com a recomendação do seu professor – e serve para relaxar o corpo, evitar dores e deixá-lo mais flexível, o que também vai refletir em melhora na sua corrida.

1. Coxas (músculos posteriores)

Como fazer: Em pé, com a postura ereta, coloque uma das pernas em um banco (pode ser um degrau). Flexione levemente os joelhos da perna que está no chão e curve-se em direção ao pé que está apoiado no banco ou degrau. Permaneça na posição por 30 segundos e troque de lado. 

2. Glúteos

Como fazer: Deite-se de barriga para cima, com as duas pernas esticadas. Abrace uma delas e puxando para perto de você. Fique na posição por 30 segundos e troque de lado. 

3. Quadríceps 

Como fazer: Em pé novamente, dobre uma das pernas para trás e segure-a com a mão. Lembre-se de deixar o joelho apontando para o chão. Aguarde 30 segundos e troque de lado.

4. Panturrilhas 

Como fazer: Em frente a uma parede, leve um pé para trás, (como um grande passo). Incline o tronco para frente e coloque as mãos na parede, como se quisesse empurrá-la. Você deve sentir a panturrilha da perna de trás alongando. Fique nessa postura por 30 segundos e troque de lado. 

5. Aquecimento (skipping)

Para o aquecimento, faça um pouco de corrida estacionária (quando você não sai do lugar) alternando a corrida baixa, em que os pés saem apenas um pouco do chão, com momentos de corrida alta, em que você leva os joelhos o mais alto que conseguir. O ideal é realizar o aquecimento por, pelo menos, 10 minutos, assim o seu corpo estará bem preparado para a atividade.

+ Como fazer aquecimento: 5 exercícios para melhorar o seu treino

Exercícios de fortalecimento para corredores

Exercícios de fortalecimento vão garantir ainda mais força para que você aguente bem as corridas, reduzindo o risco de lesões. “Como temos que trabalhar resistência, faça os exercícios a seguir com uma carga moderada – que permita realizar várias repetições.” 

1. Agachamento livre 

Como fazer: Em pé, com as pernas afastadas na largura dos ombros, abaixe o quadril e jogue-o para trás como se você quisesse sentar em uma cadeira. Lembre-se de não projetar os joelhos para frente na hora de descer (eles não devem ultrapassar a linha dos pés) e manter a coluna reta.

Execução: 3 x 15 repetições. 

2. Leg press 45° 

Como fazer: Posicione os pés na máquina (eles devem ficar afastados na largura dos ombros). Tire a trava de segurança e deixe a plataforme descer em sua direção, então empurre de volta à posição inicial, em um movimento lento, firme e contínuo.

Execução: 3 x 15 repetições. 

3. Leg press horizontal 

Como fazer: O movimento é igual ao do leg press 45°, a diferença é que, agora, você deverá ficar deitado.

Execução: 3 a 4 séries de 10 a 15 repetições. 

4. Avanço 

Como fazer: Comece com pés levemente afastados na largura dos quadris. Leve a perna direita para frente e desça o tronco em direção ao chão, de forma que os dois joelhos formem um ângulo de 90°. A coxa da frente deve ficar paralela ao chão e a de trás perpendicular a ele. Volte a perna direita à posição inicial (ao lado da esquerda). Então, faça o movimento com a perna esquerda. Atenção, ao descer, o joelho não deve ultrapassar a linha dos pé.

Execução: 3 a 4 séries de 10 a 15 repetições (cada lado). 

5. Panturrilha 

Como fazer: Suba em um degrau deixando apenas as pontas dos pés apoiadas. Empurre o corpo para cima e depois leve para baixo com as pontas dos pé, fazendo força com as panturrilhas. (Se o movimento for muito fácil para você, faça-o com um pé de cada vez.)  

Execução: 3 a 4 séries de 15 a 20 repetições (cada lado).

6. Cadeira extensora 

Como fazer: Ajuste o banco, a carga e sente na cadeira. Faça força com as duas pernas para empurrar o equipamento, aguarde 15 segundos, e depois retorne lentamente.

Execução: 3 a 4 séries de 10 a 15 repetições (cada lado).

7. Prancha lateral

Como fazer: Deite-se de lado, apoie o cotovelo e todo o antebraço no chão, na altura do ombro. Levante o corpo para que o peso fique nos pés e no antebraço. Mantenha uma linha reta com o corpo – lembre-se de não deixar a cabeça muito levantada ou caída.

Execução: 3 x 30 segundos a um minuto (cada lado).

8. Prancha frontal 

Como fazer: Deitado, de barriga para baixo, apoie a ponta dos pés, os antebraços e os cotovelos no chão e eleve o corpo. Você deve formar uma linha reta da cabeça aos tornozelos – cuidado para não projetar o quadril para cima e nem deixá-lo cair.

Execução: 3 x 30 segundos a um minuto.

+ Ainda não corre? Clique aqui para correr em 4 semanas!

Converse com o seu professor

Na hora de realizar os exercícios com peso, fique atento ao que o seu corpo diz. Não exagere! Vá aos poucos. A evolução vem aos poucos e é preciso ter paciência para que ela aconteça com saúde, sem risco de lesões. Por isso, se ficou com alguma dúvida ou não sabe qual o melhor peso para você, converse com um profissional de educação física!

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close